Tropas do governo da Venezuela fazem cerco a procuradora-geral

Ortega, apoiadora de longa data do governo, rompeu com o presidente Nicolas Maduro em meio aos protestos oposicionistas em abril

Caracas – Tropas da guarda nacional da Venezuela cercaram os escritórios da procuradora-geral do país, Luisa Ortega, no centro de Caracas, na manhã deste sábado, após a instalação da nova Assembleia Constituinte e da Suprema Corte da Venezuela ter votado a favor de suspender Ortega do cargo.

Até o momento não foram divulgadas informações pelo governo sobre a ação. Ortega publicou em seu perfil no Twitter fotos da movimentação das tropas, denunciando o que chamou de um “cerco” arbitrário da sede da procuradoria.

A Assembleia Constituinte pró-governo se reúne neste sábado após ter realizado seu primeiro encontro na sexta-feira. A expectativa é de que um dos temas prioritários da agenda seja a remoção de Ortega do cargo, apoiadora de longa data do governo que rompeu com o presidente Nicolas Maduro em meio ao aumento dos protestos oposicionistas em abril, que ela qualificou como a ruptura do mandatário com a ordem constitucional do país. Fonte: Associated Press.