Temer vai ao funeral de Mário Soares, ex-presidente de Portugal

Uma das maiores personalidades política de Portugal, Soares morreu ontem (7), aos 92 anos, após mais de 20 dias de internação

Brasília — O presidente Michel Temer viaja a Lisboa para participar, na terça-feira (10), do funeral do ex-presidente de Portugal, Mário Soares. Uma das maiores personalidades política de Portugal, Soares morreu ontem (7), aos 92 anos, após mais de 20 dias de internação. Temer divulgou nota de pesar pela morte do ex-presidente e registrou que o mundo perdeu “um estadista” e “um defensor da democracia e da liberdade”.

A previsão é que o presidente embarque para Portugal no início da tarde de segunda-feira (9). Em nota, Temer disse ainda ter recebido com tristeza a notícia da morte de Soares e afirmou que ele foi ” figura-chave do Portugal moderno” e “amigo do Brasil”.

O governo português decretou luto oficial de três dias, a contar a partir de amanhã (9), pela morte de Mário Soares. Lisboa vai receber cerimônias fúnebres de Soares nestas segunda e terça-feiras, que incluirão um velório aberto ao público no Mosteiro de São Jerônimo.

Biografia

Soares ocupou os mais altos cargos políticos em Portugal e a sua vida está entrelaçada a história da democracia portuguesa: combateu a ditadura, foi fundador do Partido Socialista e presidente da República.

Nascido em 7 de dezembro de 1924, em Lisboa, Mário Alberto Nobre Lopes Soares foi fundador e primeiro líder do Partido Socialista português e ministro dos Negócios Estrangeiros após a revolução de 25 de abril de 1974.

Primeiro-ministro entre 1976 e 1978 e entre 1983 e 1985, pediu a adesão de Portugal à Comunidade Econômica Europeia (CEE), em 1977, e a assinou o respetivo tratado, em 1985. Posteriormente, a CEE tornou-se a União Europeia. Em 1986, Soares ganhou as eleições presidenciais e foi presidente da República durante dois mandatos, até 1996.

*Com informações da Agência Lusa