Taiwan desafia China ao receber ex-secretário de Defesa dos EUA

Perry, que foi chefe do Pentágono durante a presidência de Bill Clinton, tratará do papel que teve na formulação de estratégias preventivas do país

Taipé – O ex-secretário de Defesa dos Estados Unidos William J. Perry chegou nesta quarta-feira a Taiwan como convidado pelo governo de Taipé, que desafia a China, oposta ao contatos com altos funcionários ou ex-funcionários estrangeiros, anunciou a diplomacia taiuanesa em comunicado.

Perry, que vem em qualidade de chefe do projeto de Defesa Preventiva da Universidade de Stanford, participará na sexta-feira uma conferência no Instituto de Diplomacia e Assuntos Internacional do Ministério das Relações Exteriores ilhéu.

Em seu discurso, Perry, que foi chefe do Pentágono de 1994 a 1997 durante a presidência de Bill Clinton, tratará do papel que desempenhou na formulação de estratégias preventivas, segundo a nota de imprensa.

Em Taiwan, é apreciado o fato de que Perry tenha pedido a Clinton que enviasse dois porta-aviões ao estreito de Formosa em 1996, quando a China lançou mísseis às vésperas das primeiras eleições presidenciais diretas na ilha, nas quais partia como favorito o vencedor Lee Teng-hui, que é considerado inimigo por Pequim.

A visita de Perry ocorre em meio a grandes tensões entre Taiwan e China, que entraram em uma fase de “relações frias, mas pacíficas”, e quando nos Estados Unidos se fala de reativar as vendas de armamento a Taiwan.

Em dezembro de 2016, o Senado dos Estados Unidos aprovou uma lei que incluía a permissão para que altos funcionários de Defesa visitassem Taiwan e o presidente Barack Obama a assinou.

Perry também deve visitar altos funcionários taiuaneses relacionados com seu projeto, que inclui a defesa e os assuntos exteriores, e trocará pontos de vista sobre os laços entre Taiwan e Estados Unidos, acrescentou a diplomacia taiuanesa.