Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Suspeito de atentado em Berlim jurou lealdade ao Estado Islâmico

Vídeo divulgado pelo EI traz novas evidências da ligação de Anis Amri com os extremistas. Analista crê, entretanto, que ataque não foi coordenado com grupo

São Paulo – Anis Amri, o tunisiano suspeito de ser o autor do ataque em Berlim que deixou 12 mortos, jurou lealdade ao Estado Islâmico (EI). A informação é da agência Reuters.

De acordo com a publicação, essa revelação é fruto de um vídeo feito por Amri para o grupo terrorista e que foi avaliado pela consultoria SITE, especializada no monitoramento de atividades terroristas em todo o mundo.

“Minha mensagem aos cruzados que estão bombardeando os muçulmanos todos os dias…O sangue deles não será em vão. Há uma nação por trás deles e vamos vingá-los”, dizia o tunisiano.

“Se Deus quiser, vamos matá-los como porcos”, continuou Amri. Ele foi morto na madrugada desta sexta-feira depois de uma troca de tiros com a polícia italiana em Milão.

No Twitter, Rita Katz, diretora da SITE, divulgou uma breve análise do discurso feito pelo tunisiano no vídeo, que foi publicado na internet depois de o grupo admitir a morte de Amri.

Segundo ela, as imagens trazem novas pistas da sua ligação com o EI. “Mas o ataque, em si, foi inspirado no EI, não coordenado por ele”, pontuou.