Sobe para 1.897 número de mortos pelo terremoto no Japão

Estimativas não oficiais apontam que mais de cinco mil pessoas podem ter morrido

Tóquio – Pelo menos 1.897 pessoas morreram e 3.002 estão desaparecidas por causa do terremoto de magnitude 8,9 graus ocorrido na última sexta-feira e o posterior tsunami, segundo a última apuração policial.

No entanto, acredita-se que o número final de vítimas será muito maior, já que as autoridades dos municípios afetados divulgaram que há milhares de mortos ou desaparecidos.

A agência local “Kyodo” estimou em 5 mil o número de vítimas, mas estes dados não foram confirmados pelo governo. As autoridades provinciais de Miyagi, uma das zonas mais afetadas pela tragédia, dizem que há 9,5 mil desaparecidos só no povoado de Minamisanriku, o que representa a metade da população local.

No litoral dessa mesma província foram encontrados 2 mil corpos, e outros 300 corpos foram localizados em Sendai, segundo a “Kyodo”.

Também não se conhece o paradeiro de outros 8 mil residentes da cidade litorânea de Otsuchi, na província de Iwate.

Cerca de 100 mil militares japoneses, ajudados por voluntários estrangeiros especialistas em salvamento, continuam rastreando a zona devastada na busca por sobreviventes soterrados nas ruínas de edifícios ou que foram levados mar adentro pelo tsunami.