Serra Leoa suspende medidas de quarentena do ebola

Vírus do ebola começou sua fase de retrocesso nos três países mais afetados

Freetown – O presidente serra-leonês, Ernest Bai Koroma, anunciou o fim das medidas de quarentena tomadas para lutar contra o ebola devido ao retrocesso da epidemia no país, que tem o maior número de casos registrados.

“As restrições ao movimento da população serão reduzidas para fomentar a atividade econômica. Já não haverá restrições deste tipo a nível local ou provincial”, afirmou Koroma em um discurso transmitido pela rádio e pela televisão nesta quinta-feira à noite.

O vírus do ebola, uma verdadeira praga na África ocidental em 2014, começou sua fase de retrocesso nos três países mais afetados (Libéria, Guiné e Serra Leoa), onde o número de novos casos caiu em janeiro ao seu menor nível desde agosto.