Senado francês aprova prorrogação do estado de emergência

O estado de emergência foi instaurado após os ataques de 13 de novembro em Paris e Saint-Denis

O Senado aprovou nesta terça-feira por ampla maioria a prorrogação do estado de emergência até o final de julho, para garantir a segurança da Eurocopa-2016 de futebol e do Tour de France, tradicional competição de ciclismo de estrada.

No total, 309 senadores votaram a favor do projeto de lei do ministro do Interior Bernard Cazeneuve, que já não inclui as buscas administrativas. E 30 votaram contra, incluindo os comunistas e grande parte dos ambientalistas.

O estado de emergência foi instaurado após os ataques de 13 de novembro em Paris e Saint-Denis.

A Assembleia Nacional deverá adotar, por uma ampla maioria, o projeto de lei na próxima semana.

“Sejam quais forem as precauções que tomemos, não podemos considerar que o perigo iminente que justificou, em novembro passado, a proclamação do estado de emergência desapareceu”, disse Cazeneuve.

“Os desafios de segurança serão ainda mais complexos de administrar, porque estamos nos preparando para receber um número significativo de visitantes estrangeiros em conexão com a Eurocopa (de futebol) 2016”, acrescentou.

O texto da lei inclui apenas um único artigo e estipula que o estado de emergência seja estendido “por um período de dois meses, a partir de 26 de maio de 2016”.