Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,66 0,08%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,60% 62.662 pts
Pontos 62.662
Variação 1,60%
Maior Alta 9,53% JBSS3
Maior Baixa -1,42% EMBR3
Última atualização 23/05/2017 - 17:20 FONTE

Secretária dos EUA incentiva cientistas a confrontarem Trump

Secretária do Interior, Sally Jewell, incentivou cientistas após Trump montar seu gabinete com defensores da indústria do petróleo

Washington – Os cientistas devem confrontar aqueles que negam as mudanças climáticas e fazer um alerta se o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, tentar diminuir a pesquisa climática, dirá nesta quarta-feira a secretária do Interior dos EUA, Sally Jewell, nesta quarta-feira.

“Se vocês virem a ciência ser ignorada ou comprometida, manifestem-se”, dirá Jewell em uma reunião de cientistas em San Francisco, de acordo com o esboço do discurso, visto pela Reuters.

Trump classificou a mudança climática como uma farsa e está montando seu gabinete com defensores da indústria do petróleo, como o ex-governador do Texas Rick Perry, seu escolhido para o Departamento de Energia.

Na semana passada, a equipe de Trump pediu ao Departamento de Energia que fornecesse os nomes de autoridades que participaram de conversas climáticas internacionais — uma solicitação que a agência rejeitou.

O fato científico da mudança climática não pode ser ignorado, não importa quem esteja na Casa Branca, argumentará Jewell, que irá exortar os especialistas em clima a defenderem seu trabalho publicamente.

“Pensem em onde podem erguer suas vozes, e depois o façam”, dirá ela em um encontro do Sindicato Geofísico Americano (AGU, na sigla em inglês), uma associação global de pesquisadores. “O povo norte-americano precisa poder confiar na ciência”.

Como principal autoridade do governo do atual presidente dos EUA, Barack Obama, para terras públicas, a secretária vem ajudando a administrar terrenos que contém amplas reservas de petróleo, gás e carvão.

Mas, ao longo de quase quatro anos no cargo, Jewell também alertou que a queima de combustíveis fósseis irá danificar o planeta de forma irreparável.

Ela dirá que os patrimônios históricos nacionais que hoje gerencia – como Jamestown, posto colonial do século 17 – podem desaparecer no futuro devido à elevação do nível dos mares.

Os formuladores de políticas devem confrontar as realidades da mudança climática, disse Jewell.

Christine McEntee, diretora da AGU, disse que seus membros temem que a gestão Trump possa não valorizar as descobertas e o rigor da ciência.