Saques em província argentina deixam um morto

Um homem de 20 anos morreu durante roubos e saques que deixaram um número indeterminado de feridos e presos na província argentina de Córdoba

Buenos Aires – Um homem de 20 anos morreu na madrugada desta quarta-feira durante roubos e saques que deixaram um número indeterminado de feridos e presos, em meio a um protesto policial por aumentos salariais na província argentina de Córdoba, informou uma fonte médica.

O governo do distrito com a segunda maior população do país (3,5 milhões de habitantes) suspendeu as aulas e os transportes públicos de forma preventiva.

Grupos de delinquentes, alguns em motocicletas, assaltaram e depredaram lojas e supermercados, aproveitando a falta de policiais.

Os agentes reivindicam “melhores salários e condições de trabalho”, segundo um comunicado divulgado por um de seus advogados, Miguel Ortiz Pellegrini.

Quase 3.000 policias permaneciam aquartelados por iniciativa própria em Córdoba, que tem 22.000 oficiais.

A capital provincial fica 800 km ao noroeste de Buenos Aires.

Córdoba é uma província de rica produção agropecuária e industrial. A região recebe muitos turistas por seus vales, bosques e serras atravessadas por rios.