Russa Gazprom começa a bombear gás para estocagem na Europa

Dutos que cruzam Ucrânia passam a funcionar em meio a uma disputa entre Moscou e Kiev sobre preços do produto

Moscou – A russa Gazprom começou a bombear gás para unidades de armazenagem na Europa por meio de dutos que cruzam a Ucrânia, disse nesta sexta-feira o presidente da empresa Alexei Miller, em meio a uma disputa entre Moscou e Kiev sobre preços do produto que ameaça o fornecimento para a Europa.

“Acredito que possamos bombear mais de 5 bilhões de metros cúbicos (bmc)”, disse Miller em uma coletiva de imprensa, acrescentando que a Gazprom já tem mais de 2,6 bmc estocados na Europa.

A União Europeia compra da Rússia cerca de um terço do gás que consome.

A Rússia interrompeu o abastecimento para a Ucrânia este mês, depois que Kiev não conseguiu quitar pagamentos atrasados pela compra do produto.

Miller disse haver um risco de que a Ucrânia possa começar a tomar gás russo do fluxo destinado a clientes europeus neste outono.

O executivo disse também que a Gazprom poderá cortar o fornecimento para companhias europeia que redirecionarem gás para a Ucrânia.