Reunião da Unasul sobre Venezuela e EUA acontecerá no sábado

Lugar definitivo do encontro de sábado será a sede da Secretaria-Geral de Unasul, localizada em Ciudad Mitad del Mundo, no Equador

Montevidéu/Quito – Os chanceleres da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) se reunirão no próximo sábado no Equador para tratar as medidas anunciadas pelos Estados Unidos contra a Venezuela, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais uruguaias e equatorianas.

A reunião extraordinária estava marcada para hoje em Montevidéu, como capital de país que exerce a presidência rotativa da Unasul, mas ontem foi anunciado seu adiamento sem nova data, pela “premência” da convocação e a dificuldade de coincidir as agendas dos ministros das Relações Exteriores.

O lugar definitivo do encontro de sábado será a sede da Secretaria-Geral de Unasul, localizada em Ciudad Mitad del Mundo, no Equador.

A mudança de local se deve à “conveniência dos diferentes chanceleres”, explicou à Agência Efe o coordenador nacional para Unasul no Uruguai, Fernando Lugris.

Em comunicado a chancelaria do Equador confirmou que a reunião será no sábado a partir das 14h (horário local, 16h de Brasília) na sede da Secretária-Geral do organismo regional.

“No sábado estamos prontos para receber os chanceleres da Unasul na sede de Mitad del Mundo”, escreveu no Twitter o secretário-geral do organismo, Ernesto Samper.

Na reunião será abordada a apresentação de relatório por parte da comissão reduzida de chanceleres e do secretário-geral de Unasul a respeito da visita a Caracas, realizada na sexta-feira passada.

Outro assunto da agenda será a análise da recente Ordem Executiva do governo dos Estados Unidos declarando uma “emergência nacional a respeito da ameaça extraordinária e incomum para a segurança nacional e a política externa dos Estados Unidos que representa a situação na Venezuela”.

A reunião extraordinária de chanceleres foi anunciada na terça-feira passada em caráter de urgência pelo presidente do Equador, Rafael Correa.

A Unasul é formada por Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela.