Resolução da ONU buscará reduzir exportações norte-coreanas

Um diplomata, falando sob anonimato, disse que havia uma "alta confiança" de que a Rússia e a China vão apoiar o projeto de resolução

Nações Unidas – Um esboço de resolução do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, elaborado pelos Estados Unidos, pretende reduzir em um terço a receita anual de exportação de 3 bilhões de dólares da Coreia do Norte, proibindo as exportações do país de carvão, ferro, minério de ferro, chumbo, minério de chumbo e frutos do mar, afirmou um diplomata do conselho nesta sexta-feira.

O diplomata, falando sob anonimato, disse que havia uma “alta confiança” de que a Rússia e a China vão apoiar o projeto de resolução.

Os Estados Unidos pressionaram por uma votação no sábado para impor sanções mais fortes por causa dos dois testes de mísseis balísticos intercontinentais (ICBM) da Coreia do Norte em julho, e a votação deve ocorrer às 16h (horário de Brasília), disseram diplomatas.

Uma resolução precisa de nove votos a favor, e nenhum veto de Estados Unidos, China, Rússia, França ou Grã-Bretanha, para ser adotada.

O projeto de resolução também proíbe os países de aumentar o número atual de funcionários da Coreia do Norte que trabalham no exterior, impede novas joint ventures com a Coreia do Norte e qualquer novo investimento em joint ventures atuais, segundo o diplomata.

“Estes são setores de exportação onde esse dinheiro é visto como uma fonte crítica de moeda forte que o Norte imediatamente volta para sua máquina de guerra fantasticamente dispendiosa e esses programas de armas e mísseis balísticos incrivelmente dispendiosos e caros”, disse o diplomata.

“Essas sanções não são direcionadas às pessoas da Coreia do Norte”, afirmou o diplomata.

O projeto de resolução também adicionaria nove indivíduos e quatro entidades à lista negra da ONU, incluindo o principal banco de câmbio da Coreia do Norte, submetendo-os a um congelamento global de ativos e a proibição de viagens.

Os Estados Unidos e a China negociaram o esboço do texto no mês passado. Normalmente, eles concordam com sanções contra a Coreia do Norte antes de envolverem formalmente outros membros do conselho.