Renzi formalizará renúncia nesta quarta-feira

O primeiro-ministro da Itália apresentará sua renúncia a Mattarella após derrota no referendo do último domingo

Roma – O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, confirmou que formalizará nesta quarta-feira sua renúncia perante o presidente italiano, Sergio Mattarella, após o Senado aprovar a lei de orçamentos para 2017.

“Lei de orçamentos aprovada. Às 19h (hora local, 16h de Brasília), formalizo minha renúncia. Obrigado a todos e viva a Itália”, disse Renzi em mensagem publicada em sua conta oficial de Twitter.

Renzi também publicou uma mensagem no Facebook considerando que a lei de orçamentos é “uma ótima lei” e convidou os cidadãos a revisar o esboço preparado pelo Executivo.

O primeiro-ministro da Itália apresentará sua renúncia a Mattarella após derrota no referendo do último domingo sobre a reforma constitucional, a qual considerava crucial para seu governo.

Renzi irá ao Palácio do Quirinal para apresentar pela segunda vez sua renúncia ao presidente da República da Itália, que na primeira ocasião, na última segunda-feira, pediu ao primeiro-ministro que esperasse até que a lei de orçamentos para 2017 ano fosse aprovada.

Caso Mattarella aceite a renúncia de Renzi, será iniciada uma rodada de consultas para determinar quem será o novo primeiro-ministro interino para o governo de transição, que deverá, principalmente, impulsionar uma nova lei eleitoral para convocar eleições gerais.

Enquanto isso, os partidos políticos desenham suas estratégias visando esta nova etapa, divididos entre os que preferem uma nova lei eleitoral antes das eleições e os que preferem que o pleito seja realizado o mais rápido possível e com a lei atual.