Relembre as rebeliões em presídios dos últimos 10 anos no mundo

O brutal assassinato de 33 presos nesta sexta-feira em uma prisão de Roraima é mais um episódio dos diversos massacres mundo afora

O brutal assassinato de 33 presos nesta sexta-feira em uma prisão de Roraima, no Brasil, é um novo episódio sangrento da violência carcerária, frequente na América Latina em razão da superlotação das prisões.

Na segunda-feira, uma rebelião em uma prisão de Manaus terminou com ao menos 56 mortos.

Veja as rebeliões e massacres mais importantes no mundo na última década.

2007

– 6 de janeiro – EL SALVADOR – A revolta de membros de um bando criminoso na prisão de Apanteos, 60 km a oeste de San Salvador, causa 21 mortos entre os encarcerados.

– 5 de novembro – ARGENTINA – Detentos provocam um incêndio em uma prisão perto de Santiago del Estero (800 km ao norte de Buenos Aires), com um balanço de 33 mortos, asfixiados ou queimados vivos.

2008

– 20 de outubro – MÉXICO – 21 detentos mortos e 20 feridos em uma prisão de Reynosa, emTamaulipas (noroeste), durante uma rebelião seguida de um incêndio.

Um mês antes, 19 prisioneiros morreram, entre eles dois americanos, na repressão a uma rebelião na prisão de La Mesa em Tijuana (norte).

2009

– 4 de março – MÉXICO – Ao menos 20 detidos morrem durante uma disputa entre facções rivais na prisão de Ciudad Juárez (norte). As forças de segurança intervem para restabelecer a ordem.

Em agosto aconteceu outro confronto entre detentos com 20 mortos em Gómez Palacio, perto de Durango (noroeste).

2010

– 20 janeiro – MÉXICO – Brigas entre detentos de facções rivais causam ao menos 23 mortos e 20 feridos em uma prisão de Durango (noroeste).

2011

– 12 de junho a 13 de julho – VENEZUELA – Um confronto armado entre presos, seguido de uma intervenção militar, em uma prisão de El Rodeo, causou 30 mortos e a fuga de vários detentos.

2012

– 20 de agosto – VENEZUELA – Ao menos 25 pessoas mortas e 43 feridas em confrontos entre grupos rivais na prisão de Yare I, perto de Caracas.

Em julho morreram 28 detentos durante uma rebelião no centro penitenciário de Mérida (oeste).

– 9 de novembro – SRI LANKA – Confrontos entre agentes da segurança e detentos em uma prisão de segurança máxima de Colombo causam 27 mortos, principalmente entre os prisioneiros.

2013

– 26 a 28 de janeiro – VENEZUELA – Uma rebelião na prisão de Uribana (noroeste), que ocorreu após uma revista policial à procura de armas, causa a morte de ao menos 58 pessoas, entre elas um guarda e um padre.

2016

– 11 de fevereiro – MÉXICO – Os confrontos entre facções rivais de um mesmo cartel causam a morte de 49 detentos na prisão de Monterrey (noroeste).

– 3 de março – GUIANA – Dezesseis prisioneiros morrem durante uma rebelião em uma prisão de segurança máxima superlotada de Georgetown.

– 19 de julho – GUATEMALA – Uma rebelião causa 13 mortos e 10 feridos em uma prisão em Pavón, a 17 km da capital.

2017

– 1º de janeiro – BRASIL – Uma disputa entre facções rivais em uma prisão de Manaus causa ao menos 56 mortos e a fuga de mais de 100 presos.

 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s