Rei da Tailândia é tratado por infecção e “água no cérebro”

Bhumibol Adulyadej, com 87 anos o monarca de maior idade em exercício, se encontra hospitalizado em Bangcoc desde o fim de maio

O rei da Tailândia, doente e hospitalizado, foi tratado de uma infecção no peito e de “água no cérebro”, indicou a casa real, enquanto as preocupações sobre seu estado de saúde aumentam no país.

Bhumibol Adulyadej, com 87 anos o monarca de maior idade em exercício, se encontra hospitalizado em Bangcoc desde o fim de maio, após uma estadia de seis meses neste mesmo hospital entre outubro de 2014 e abril de 2015.

Os médicos do hospital indicaram ter “reduzido o nível de água em seu cérebro”, segundo um comunicado pouco habitual publicado na noite de segunda-feira pela casa real, informando que o monarca sofreu de febre e problemas cardíacos.

Na Tailândia, o soberano é considerado um semideus e o benfeitor da nação há décadas. Seus retratos são onipresentes em todo o país e o culto a sua personalidade foi reforçado após o golpe de Estado de 22 de maio de 2014.

A sucessão deste monarca, no trono há quase 70 anos, é um tema sensível no país, onde as informações sobre sua saúde são escassas.

A monarquia tailandesa está protegida por uma das leis de lesa majestade mais severas do mundo, o que gera uma importante autocensura nos meios de comunicação, inclusive nos estrangeiros.

Na semana passada, a justiça condenou a 30 anos de prisão um homem e a 28 anos uma mulher por mensagens publicadas no Facebook e consideradas um insulto à família real, duas das penas mais duras dos últimos anos.