Rede de Gülen estaria por trás da morte de embaixador russo

Afirmação foi feita pelo chefe de diplomacia turca, Mevlüt Cavusoglu

O chefe da diplomacia turca disse nesta terça-feira ao seu contraparte americano que a rede do pregador Fethullah Gülen, demonizado por Ancara, estaria por trás do assassinato, na véspera, do embaixador russo Andrei Karlov, reportou a agência oficial Anatólia.

Durante entrevista com o secretário de Estado americano, John Kerry, Mevlüt Cavusoglu afirmou que “Turquia e Rússia sabem que por trás do ataque contra o embaixador da Rússia em Ancara, Andrei Karlov, está a FETO”, acrônimo para designar a rede de Gülen, segundo a Anatólia. Gülen, que está exilado nos Estados Unidos, também é apontado como o instigador do golpe de Estado frustrado de julho, o que ele desmente.