Recursos gastos em muro serão reembolsados pelo México, diz Trump

Assessora de Trump disse que o presidente eleito não voltaria atrás em sua promessa de campanha de fazer o México pagar pelo muro

Washington – O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou relatos na imprensa nesta sexta-feira de que os contribuintes norte-americanos pagariam pela construção de um planejado muro na fronteira com o México, dizendo que a mídia não relatou que os fundos dos EUA gastos para começar o projeto seriam reembolsados pelo país vizinho.

“A imprensa desonesta não relatou que qualquer recurso gasto na construção da Grande Muralha (para se ter mais velocidade), será pago de volta pelo México depois!”, disse Trump pelo Twitter.

O peso mexicano exibia leve desvalorização após o comentário. A moeda mexicana recuou para mínimas recordes em relação ao dólar nesta semana, conforme Trump tem intensificava críticas a empresas que produzem bens no país vizinho em vez de nos EUA.

A CNN e outras organizações de mídia relataram nesta sexta-feira que a equipe de transição de Trump havia indicado a republicanos no Congresso que ele preferia financiar a construção da muralha na fronteira utilizando o processo de apropriações, já em abril.

Trump disse em seu comentário no Twitter que o financiamento inicial dos EUA seria para iniciar a construção do muro mais rapidamente, e que o México eventualmente pagaria os EUA de volta.

Kellyanne Conway, uma das principais assessoras de Trump, disse que o presidente eleito não voltaria atrás em sua promessa de campanha de fazer o México pagar pelo muro.

“Nada mudou em nossa perspectiva. O Congresso está assumindo a tarefa de explorar diversas opções para pagar pelo muro”, disse ela à rede de TV CBS nesta sexta-feira.