Rebeldes derrubam avião das forças governamentais no sul da Síria

O avião foi derrubado pelo Exército Asuad al Sharquia, vinculado ao Exercito Livre Sírio e apoiado pela coalizão internacional liderada pelos EUA

Beirute – Rebeldes sírios derrubaram nesta terça-feira um avião das forças governamentais na província de Rif Damasco, enquanto segue em vigor uma trégua pactuada entre EUA, Rússia e Jordânia nas regiões de As-Suwayda, Quneitra e Deraa.

O porta-voz do Exército Asuad al Sharquia, Saad al Hach, explicou à Agência Efe por telefone que combatentes da sua formação derrubaram o aparelho na área de Rumah, no leste da Zona Rural de Damasco, em direção ao deserto.

“O avião foi atacado com um projétil de 23 milímetros lançado desde terra”, indicou Al Hach, que acrescentou que o aparelho procedia da base militar de Shin, em Zona Rural de Damasco, e que tentou se retirar antes de cair.

O porta-voz apontou que se desconhece o paradeiro do piloto porque o avião caiu em uma área em poder das autoridades sírias.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos explicou que o aparelho caiu em um local entre as províncias da As-Suwayda e Zona Rural de Damasco, após ser alcançado pelo Exército Asuad al Sharquia, vinculado ao Exercito Livre Sírio (ELS) e que tem o apoio da coalizão internacional liderada pelos EUA.

Entretanto, continuam os combates entre os efetivos governamentais sírios e os insurgentes em várias partes do leste de As-Suwayda, onde as autoridades sírias lançaram ontem uma ofensiva, destacou a ONG.

O Observatório apontou que as forças fiéis ao presidente sírio, Bashar Al-Assad, conquistaram vários povoados e zonas como Ashib, Shiheb e Asfar, em As-Suwayda, bem como várias áreas na vizinha Zona Rural de Damasco, onde as facções rebeldes contra-atacaram.

Ema segunda-feira, o Exército sírio anunciou que tinha iniciado uma ofensiva no leste de As-Suwayda contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), mas os opositores asseguram que não há presença dessa organização jihadista na região.

Desde anteontem, está em vigor no sul da Síria, concretamente nas províncias de As-Suwayda, Deraa e Quneitra, um cessar-fogo, que coincidiu com o começo de uma nova rodada de conversas entre o Governo sírio e a oposição em Genebra, auspiciada pela ONU.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s