Rebeldes aceitam acordo para retirada de civis de Aleppo

Segundo Yasser al Yousef, do grupo Nuredin al Zinki, o acordo entrará em vigor nas próximas horas e foi concluído por incentivo da Rússia e Turquia

Um acordo promovido pela Rússia e Turquia para a retirada nas próximas horas de civis e rebeldes da cidade síria de Aleppo foi alcançado, informou à AFP um chefe de um influente grupo rebelde.

Segundo Yasser al Yousef, do grupo Nuredin al Zinki, o acordo entrará em vigor nas próximas horas e foi concluído por incentivo da Rússia e Turquia, que apoiam o regime e os rebeldes, respectivamente.

“A retirada de feridos e civis será feita em primeiro lugar. Depois os rebeldes sairão com suas armas”, acrescentou.

Uma fonte do Ahrar al Sham, outro destacado grupo rebelde islamita, confirmou a notícia à AFP.

Este anúncio acontece quando os rebeldes perderam a quase totalidade de seu reduto no leste de Aleppo, o que representa a maior vitória do regime desde o início do conflito em 2011.