Quem é mais eficiente em energia entre as maiores economias?

Brasil ocupa a décima posição no ranking que avalia uso de energia por setores-chave como indústria, edificações e transporte; Reino Unido tem melhor desempenho

São Paulo – O Brasil é o décimo colocado num ranking que avaliou a eficiência energética entre as 12 maiores economias do mundo. Realizado pelo Conselho Americano para uma Economia de Energia Eficiente (Aceee) – uma organização sem fins lucrativos dedicada a fomentar a eficiência energética como meio de promover prosperidade econômica e proteção ao meio ambiente – o levantamento levou em conta 25 indicares.

Peso especial foi dado ao uso de energia pela indústria, transporte e edificações, três setores que pressionam os recursos energéticos nos países. Também entra na conta os esforços para criação de legislações ou políticas nacionais que estimulem a eficiência energética.

A análise geral apontou o Reino Unido como o campeão, com uma pontuação total de 67 numa escala de 100. Em seguida, aparecem Alemanha, Itália, Japão, França, União Europeia, Austrália, China, Estados Unidos, Brasil, Canadá e Rússia. Apesar do bom desempenho de alguns países, o estudo ressalta que há oportunidades em aberto para todos eles.

Juntas, as 12 maiores economias, que representam mais de 78% do produto interno bruto global, respondem por 63% do consumo global de energia e 62% por cento das emissões globais de dióxido de carbono equivalentes. Logo, têm uma conta salgada com o meio ambiente.

“Um país que usa menos energia para atingir um mesmo resultado, ou mesmo superá-lo, reduz custos e polui menos, criando uma economia mais competitiva”, diz o relatório. Confira o ranking completo e o desempenho de cada país.

(Montagem sobre gráfico da Aceee)