Quase meio milhão de afegãos já deixaram Paquistão este ano

Situação de afegãos no Paquistão se configura em uma das maiores e mais antigas comunidades de deslocados

Islamabad – Quase meio milhão de refugiados do Afeganistão viajaram de volta para o país a partir do Paquistão em 2016, informou nesta quarta-feira o funcionário da Agência da ONU para os Refugiados (Acnur) Asif Shahzad à Agência Efe.

Entre cidadãos afegãos registrados, 266 mil pessoas viajaram nos últimos três meses, desde ultimato do governo paquistanês para que partissem, de acordo com a fonte.

Além disso, outras 190 mil pessoas retonaram para o Afeganistão, no entanto, elas não estavam formalmente identificadas e cadastradas, informou uma fonte da ONU que preferiu se manter anônima.

Paquistão abriga a 1,4 milhões de afegãos registrados legalmente, e outros 900 mil que não estão em condição regular, o que se configura em uma das maiores e mais antigas comunidades de deslocados, que começaram a chegar no país com a invasão soviética, em 1979.

Shahzad explicou que, em meados de julho, houve aumento considerável no número de afegãos que retornaram ao país de origem. Agora, cerca de 4 mil deixam o Paquistão diariamente, através de algum dos três centros de repatriação voluntária da ONU. Cada pessoa que retorna recebe auxílio de US$ 400 (R$ 1,3 mil).

O governo paquistanês anunciou que os afegãos deveriam voltar antes de dezembro deste ano, após 37 anos no país, embora, no início de setembro tenha ampliado o prazo até março de 2017.