Putin convoca luta contra terror após ataque em Barcelona

"Condenamos firmemente este crime cruel e cínico contra civis", disse Putin em um telegrama de pesar ao rei espanhol

O presidente russo, Vladimir Putin, pediu nesta sexta-feira que o mundo se una “em uma batalha intransigente contra as forças do terror”, após o sangrento ataque em Barcelona, afirmou o Kremlin.

“Condenamos firmemente este crime cruel e cínico contra civis”, disse Putin em um telegrama de pesar ao rei espanhol, Felipe VI.

“O que aconteceu confirma mais uma vez a necessidade de uma legítima união dos esforços de toda a comunidade mundial em uma batalha intransigente contra as forças do terror”, acrescentou.

Pelo menos 13 pessoas morreram nesta quinta-feira depois que uma van atropelou pedestres na turística avenida Las Ramblas, no coração de Barcelona, em um ataque que as autoridades qualificaram de “terrorista”.

Veja também