Promotor descarta hipótese de terrorismo em ataque no México

Dois canadenses, um italiano e um colombiano morreram ao tentar evitar o ataque

Playa del Carmen – O promotor do estado mexicano de Quintana Roo, Miguel Ángel Pech Cen, descartou a hipótese de terrorismo no tiroteio registrado na madrugada desta segunda-feira em uma boate de Playa del Carmen, um ataque que deixou cinco mortos e 15 feridos.

“Não é um ataque terrorista”, indicou o procurador em entrevista coletiva, explicando que quatro dos mortos faziam parte da equipe de segurança do Festival BPM, evento de música que encerrava hoje sua décima edição na boate Blue Parrot de Playa del Carmen, no Caribe.

Dois canadenses – um deles supervisor de segurança -, um italiano e um colombiano morreram ao tentar evitar o ataque. A outra vítima é uma mulher, que teria falecido durante a correria que ocorreu depois dos disparos feitos pelo atirador dentro da boate.

Pech Cen disse que o governo do México está coordenando a entrega dos corpos com as autoridades de Itália, Colômbia e Canadá.