Príncipe William e Kate Middleton visitam aborígines no Canadá

O príncipe afirmou que o local representa todo o Canadá e finalizou o discurso agradecendo em dene e inuvialuktun, as duas principais línguas aborígines da região

Toronto – Na penúltima parada de sua viagem ao Canadá, o príncipe William e Kate Middleton visitaram nesta terça-feira uma das regiões mais setentrionais do país, os Territórios do Noroeste, onde se reuniram com representantes dos aborígines canadenses.

William, que está destinado a se tornar rei do Canadá por ser o segundo na linha sucessória do trono britânico, que ostenta nominalmente a chefia do Estado canadense, e sua esposa iniciaram o dia em Yellowknife, capital dos Territórios do Noroeste.

Diante de mais de mil de pessoas, o príncipe afirmou que o local representa todo o Canadá e finalizou o discurso agradecendo em dene e inuvialuktun, as duas principais línguas aborígines da região.

Pouco depois, William e Kate viram grupos aborígines fazer uma demonstração de exóticos esportes árticos. O duque de Cambridge não se atreveu a fazer nenhuma destas atividades, mas não teve problemas para tentar a sorte em um jogo de “shinny”, uma espécie de hóquei de rua popular entre os jovens canadenses.

Kate comentou depois que teria participado da partida se não estivesse usando sapatos de salto alto. A duquesa certamente poderia ter conseguido um melhor resultado que seu marido, dado seu passado como jogadora de hóquei sobre grama.

O casal real planeja voar em hidravião, forma mais habitual de transporte em uma região onde praticamente não existem estradas, rumo ao lago Blachford, onde se reunirão com o Primeiro Grupo de Patrulha dos Rangers canadenses.

Os Rangers são uma organização paramilitar formada em sua maioria por aborígines com especial conhecimento dos territórios árticos. Em 2009, o príncipe William e seu irmão Harry foram nomeados Rangers honorários.

A coroa britânica tem uma especial relação com os aborígines dos Territórios do Noroeste. A rainha Elizabeth II visitou em várias ocasiões a região onde os aborígines aceitaram se submeter à Coroa britânica através de tratados com Londres há pouco mais de 100 anos.

Na quarta-feira, os duques de Cambridge devem viajar para a província de Alberta, última parada da visita ao Canadá, onde conhecerão Slave Lake, localidade parcialmente destruída por um gigantesco incêndio no último dia 14 de maio que provocou a evacuação de seus sete mil moradores.