Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,66 0,08%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,60% 62.662 pts
Pontos 62.662
Variação 1,60%
Maior Alta 9,53% JBSS3
Maior Baixa -1,42% EMBR3
Última atualização 23/05/2017 - 17:20 FONTE

Presidente filipino ameaça jogar funcionários de helicóptero

Ameaça mais recente do líder ocorre poucas semanas depois de ele admitir que matou pessoas durante seus 22 anos como prefeito da cidade de Davao

Manila – O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ameaçou funcionários públicos corruptos com a perspectiva de serem jogados de um helicóptero em pleno ar, alertando que já fez isso antes e não teria problemas para fazer novamente.

O ex-procurador de temperamento incendiário disse que certa vez lançou um chinês suspeito de estupro e assassinato para fora de um helicóptero.

“Se você for corrupto, irei buscá-lo e levá-lo a Manila usando um helicóptero e irei atirá-lo para fora. Fiz isso antes, por que não o faria novamente?”, disse Duterte, na terça-feira, durante discurso a vítimas de um tufão gravado em um vídeo que foi divulgado pelo gabinete presidencial.

A ameaça mais recente do líder ocorre poucas semanas depois de ele admitir que matou pessoas durante seus 22 anos como prefeito da cidade de Davao, às vezes usando uma moto para realizar “encontros para matar”. Alguns senadores alertaram Duterte que ele corre risco de sofrer um impeachment por conta de seus comentários.

O presidente vem repetindo que estas mortes foram parte de operações policiais legítimas, incluindo um sequestro, e que os mortos eram criminosos, não suspeitos.

Não ficou claro de imediato quando ou onde o incidente do helicóptero relatado por Duterte aconteceu.

Em uma entrevista ao canal de notícias ABS-CBN exibido nesta quinta-feira, Duterte se esquivou quando indagado se o fato realmente ocorreu.

“Helicóptero para atirar uma pessoa?”, indagou. “E se for verdade, não irei admiti-lo”. Mais cedo, seu porta-voz, Ernesto Abella, insinuou que a história é uma “lenda urbana”.

Duterte ainda disse que seis pessoas que foram presas na semana passada na capital durante a apreensão de mais de meia tonelada de metanfetamina tiveram sorte por ele estar fora da cidade.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Cassio Beiejota

    Corrige a manchete por favor.
    Gente que usa do cargo para roubar e destruir não é mais funcionário.. é bandido mesmo.. então pode jogar mesmo..
    Falta governante assim no nosso país..