Prefeito de NY causa polêmica por violar código de trânsito

Veículos foram filmados ultrapassando dois sinais vermelhos, tocando buzina, mudando de faixa brutalmente e ultrapassando, segundo a CBS, limite de velocidade

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, ficou nesta sexta-feira no centro de uma polêmica, acusado de violar o código de trânsito, quando ele mesmo tinha anunciado, no começo da semana, medidas para proteger os pedestres.

A rede local da CBS em Nova York seguiu nesta quinta-feira dois veículos 4X4 oficiais que aparentemente levavam o prefeito de um compromisso a outro.

Os veículos foram filmados ultrapassando dois sinais vermelhos, tocando a buzina, mudando de faixa brutalmente e ultrapassando, ainda segundo a CBS, o limite de velocidade.

Consultado por jornalistas na manhã desta sexta-feira, o prefeito os aconselhou a falar com a polícia, encarregada da segurança de De Blasio quando se desloca.

A polícia explicou que os motoristas afetados aos deslocamentos do prefeito tinham recebido “uma formação especializada, baseada na manutenção da segurança” e que, “às vezes, em certas circunstâncias, podia incluir o uso de técnica” extraordinárias.

De Blasio disse que levava “muito a sério” seu plano de 63 medidas para evitar a morte de pedestres por veículos, anunciado na terça-feira.

Entre estas medidas estão uma redução da velocidade máxima de 48 a 40 km/hora, mais controles de velocidade, especialmente através de câmeras, e sanções mais severas a motoristas de táxi perigosos.

“Se De Blasio ainda fosse o promotor público (da cidade), denunciaria o prefeito por colocar em risco os cidadãos e se colocar acima das leis”, comentou nesta sexta-feira um editorialista do jornal New York Times em um blog.

Vinte pedestres morreram desde o começo do ano em acidentes de trânsito em Nova York.