Portugal decreta três dias de luto pelas vítimas do incêndio

Fogo já deixou pelo menos 62 mortos e mais de 50 feridos na região central do país

Portugal decretou três dias de luto nacional a partir deste domingo para homenagear as vítimas do pior incêndio florestal de sua história recente.

O fogo, que se declarou na tarde de sábado na localidade de Pedrogao Grande, a 50 km de Coimbra, deixou por ora 62 mortos e mais de 50 feridos.

“Infelizmente, esta é, sem dúvida, a pior tragédia que conhecemos nesses últimos anos em termos de incêndios florestais”, reconheceu o primeiro-ministro português Antonio Costa, na sede da Defesa Civil.

Cerca de 900 bombeiros e 220 veículos combatiam o fogo que causou as mortes, muitas das vítimas carbonizados no interior de seus veículos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s