Porta-aviões francês zarpa rumo ao Mediterrâneo Oriental

Após os violentos atentados de sexta-feira em Paris, o presidente francês, François Hollande, decidiu enviar o porta-aviões ao Mediterrâneo Oriental

O porta-aviões francês “Charles de Gaulle” zarpou nesta quarta-feira de Toulon, sudeste da França, rumo ao Mediterrâneo Oriental, para participar da luta contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Após os violentos atentados de sexta-feira em Paris, o presidente francês, François Hollande, decidiu enviar o porta-aviões ao Mediterrâneo Oriental, antes de deslocar o navio, em caso de necessidade, ao Golfo Pérsico, informou o almirante René-Jean Crignola, comandante do “Charles de Gaulle”, antes da partida.

O porta-aviões, que tem 26 caças a bordo, duplicará o potencial militar da França na região, onde o país já dispõe de seis aviões Rafale nos Emirados Árabes Unidos e outros tantos caças Mirage na Jordânia.