Polícia turca realiza operação de busca por autor de massacre

A principal ação foi uma batida em uma casa no bairro de Zeytinburnu, onde um homem saltou de uma janela para a rua

A polícia da Turquia está realizando nesta segunda-feira uma grande operação em vários pontos de Istambul na busca pelo suposto terrorista que atacou na noite de Ano Novo a boate Reina, onde morreram 39 pessoas.

A principal ação foi uma batida em uma casa no bairro de Zeytinburnu, onde um homem saltou de uma janela para a rua, onde acabou sendo detido.

Segundo informou o site do jornal “Cumhuriyet”, este homem não é o suposto terrorista, mas os agentes prosseguiam com a busca nesse mesmo bairro.

A operação policial incluiu o uso de helicópteros, enquanto várias ruas de Istambul foram fechadas ao trânsito.

Vários sites de jornais turcos publicaram hoje fotos do suposto terrorista, inclusive uma imagem que parece ser uma “selfie” de um homem que poderia ser o procurado.

A polícia procura desde a madrugada de domingo o suspeito que atacou com um fuzil automático a boate Reina, onde assassinou 39 pessoas e feriu outras 69.

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou hoje o atentado contra a boate, uma das mais famosas de Istambul.

A polícia turca suspeita que o suposto atirador seja um homem da Ásia, da região chinesa de Sinkiang (de maioria muçulmana), do Uzbequistão ou do Quirguistão.