Polícia da Polônia ergue barreiras no Parlamento após protestos

Protestos começaram na sexta-feira, depois que o presidente do parlamento anunciou planos de restringir o acesso da mídia ao plenário da câmara

Varsóvia – A polícia da Polônia montou barreiras de metal ao redor do parlamento do país no início desta terça-feira, afastando manifestantes do edifício onde protestavam contra planos do governo de restringir o acesso da mídia ao plenário da câmara.

Os protestos começaram na sexta-feira, depois que o presidente do parlamento anunciou os planos e parlamentares da oposição ocuparam o pódio da câmara. A ocupação continuava nesta terça-feira.

Uma pequena multidão reproduzia a vigília do lado de fora do prédio pelo quinto dia, mas a polícia, dizendo que a aglomeração é ilegal, agarrou ou escoltou os ativistas para o outro lado da rua de segunda para terça-feira antes de instalar as barreiras, mostraram imagens da emissora TVN24.

Mais cedo os manifestantes haviam armado algumas barracas do outro lado da rua. O governo de tendência nacionalista e eurocético do partido PiS já havia colocado a mídia estatal sob seu controle direto, além de aprovar uma legislação que enfraqueceu a corte constitucional e um projeto de lei que, segundo seus críticos, irá infringir a liberdade de reunião.

As medidas levaram centenas de milhares de manifestantes às ruas ao longo do último ano e despertaram temores entres os parceiros europeus da Polônia.