Pequim cobra que Trump entenda importância da “China única”

Donald Trump disse em dezembro que os EUA não precisam necessariamente se ater à longa posição de que Taiwan é parte da "China única"

Pequim – O novo governo dos Estados Unidos precisa entender completamente a importância da política de “China única” e compreender que a questão de Taiwan é extremamente sensível para Pequim, afirmou a China nesta segunda-feira.

O presidente dos EUA, Donald Trump, que tomou posse na sexta-feira, disse em dezembro que os EUA não precisam necessariamente se ater à longa posição de que Taiwan é parte da “China única”.

Anteriormente, Trump quebrou décadas de precedente ao atender um telefonema da presidente taiwanesa, Tsai Ing-wen.

De acordo com o princípio de “China única” de Pequim, Taiwan é uma parte intransferível da China. Pequim vê Taiwan como uma província desobediente, que deve ser levada sob controle por força, caso necessário.

No entanto, a democrática Taiwan não mostra interesse em ser comandada por Pequim.

“Pedimos à nova administração para entender totalmente a alta sensibilidade da questão taiwanesa e continuar buscando a política de China única”, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China Hua Chunying durante entrevista coletiva em Pequim.

Hua disse que a política é a “base política” das futuras relações entre EUA e China.