Parque do Ibirapuera ganha “labirinto de lixo”

Montado apenas com resíduos recicláveis - como garrafas PET, plástico, alumínio e embalagens longa vida -, o labirinto possui 400 m²

Sçao Paulo – Uma criação artística diferente anda chamando a atenção dos visitantes do Parque Ibirapuera, localizado na cidade de São Paulo. Trata-se da intervenção urbana Labirinto, criada pelo artista Eduardo Srur.

Montado, apenas, com resíduos recicláveis – como garrafas PET, plástico, alumínio e embalagens longa vida -, o labirinto possui 400 m² e convida os visitantes do parque público a desbravá-lo, enquanto refletem a respeito da importância de encontrarmos uma saída para a produção exagerada de lixo no Brasil e no mundo.

Cerca de 60 toneladas de material reciclável foram utilizadas por Srur na confecção do labirinto. Os resíduos foram todos coletados por cooperativas de reciclagem que atuam no Estado de São Paulo.

A intervenção urbana ficará em exposição até 10/06, comissionada pelo programa Cultura Livre SP, da Secretaria de Estado de Cultura do Estado. No início do ano, Srur levou o labirinto de lixo para outros parques públicos da cidade de São Paulo. Entre eles, o Villa Lobos e o Ecológico do Tietê.