Para Catar, Emirados Árabes são responsáveis por crise no Golfo

Segundo autoridades, o país está por trás de um ataque cibernético no fim de maio, que ajudou a iniciar a crise diplomática entre Doha e seus vizinhos

Doha – O Catar disse acreditar que uma reportagem citando autoridades norte-americanas revelou a responsabilidade dos Emirados Árabes Unidos por um suposto ataque cibernético contra sua agência de notícias estatal no fim de maio, que ajudou a iniciar a crise diplomática entre a Doha e os países vizinhos.

“A informação publicada no Washington Post… revelou o envolvimento dos Emirados Árabes Unidos e de autoridades graduadas árabes no ataque hacker da agência de notícias do Catar”, disse o escritório de comunicação do governo em comunicado.

A reportagem “inequivocamente prova que esse crime cibernético aconteceu”, acrescentou.

O ministro de Relações Exteriores dos Emirados Árabes Unidos, Anwar Gargash, disse mais cedo nesta segunda-feira que a matéria do jornal Washington Post é falsa e negou o envolvimento de seu país no ataque cibernético.