Papa reza por freiras de Maalula e reféns sírios

Após audiência geral na Praça de São Pedro, o papa falou das freiras do convento greco-ortodoxo de Santa Tecla em Maalula, levadas a força por homens armados

Cidade do Vaticano – O Papa Francisco rezou nesta quarta-feira pelas 12 freiras ortodoxas que foram obrigadas por um grupo armado a abandonar seu convento em Maalula (norte da Síria), e por toda as pessoas sequestradas nesse país.

Após a audiência geral na Praça de São Pedro, o papa falou das freiras do convento greco-ortodoxo de Santa Tecla em Maalula, levadas a força por homens armados.

“Rezamos por estas freiras e por todas as pessoas sequestradas devido ao conflito. Continuamos rezando e trabalhando juntos pela paz”, afirmou, rezando em seguida uma Ave Maria em latim.

Um grupo armado sequestrou as freiras, que cuidavam de órfãos, e as levou para Yabrud, ao norte de Maalula, segundo informações do núncio apostólico em Damasco, monsenhor Mario Zenari.