Papa ordena libertação de padre condenado por vazar documentos

O monsenhor Ángel Lucio Vallejo Balda foi condenado a 18 meses numa prisão do Vaticano em julho passado

Cidade do Vaticano – O papa Francisco reduziu a sentença de prisão de um padre espanhol condenado pelo vazamento de documentos do Vaticano e ordenou que ele seja libertado da prisão, disse o Vaticano nesta terça-feira.

O monsenhor Ángel Lucio Vallejo Balda foi condenado a 18 meses numa prisão do Vaticano em julho passado ao final de um julgamento que foi chamado de “Vatileaks 2”.

Um comunicado afirmou que o papa tomou a decisão porque Vallejo Balda, de 55 anos, já havia cumprido mais da metade da sentença.

Ele deixaria o posto do Vaticano e seria colocado sob a jurisdição da dioecese de Astorga na Espanha.

O comunicado disse que ele ficaria sob “liberdade provisória” pelo resto da sua sentença, sem entrar em detalhes.

No julgamento, o tribunal inocentou dois jornalistas italianos acusados de publicar documentos vazados em livros que diziam que a sede da Igreja Católica estava tomada por corrupção.