Papa Francisco abre Consistório orando pela Ucrânia

Papa abriu o segundo diz do Consistório sobre a família orando pela Ucrânia e enviou saudações aos cardeais do país

Cidade do Vaticano – O papa Francisco abriu nesta sexta-feira o segundo diz do Consistório sobre a família orando pela Ucrânia e enviou saudações aos cardeais do país em nome dos presentes, segundo fontes vaticanas.

“Queria enviar uma saudação, não só pessoal mas também em nome de todos, aos cardeais ucranianos – Marian Jaworiski, arcebispo emérito de Leopoli; e Lubomyr Husar, arcebispo emérito de Kiev – que nestes dias sofrem tanto e têm tanta dificuldade em sua pátria”, assegurou o papa.

“Talvez seria bom fazer chegar esta mensagem em nome de todos”, disse o papa, e perguntou aos bispos: “Vocês estão de acordo, com isto?”, no meio de grandes aplausos.

O papa argentino fez mais uma vez alusão à Ucrânia, pois já na quarta-feira passada durante a audiência geral pediu a todas as partes que cessem a violência.

“Com preocupação acompanho nestes dias o que está acontecendo em Kiev e asseguro minha proximidade a todo o povo ucraniano e oro por todas as vítimas da violência, por seus parentes e pelos feridos”, disse o pontífice.

No sábado, o papa receberá, no qual será o primeiro Consistório público de seu pontificado, 19 arcebispos no Colégio Cardinalício, cujos membros com menos de 80 anos escolhem um novo pontífice no caso de o anterior morrer ou renunciar.