Países árabes condenam ataque de Paris reivindicado pelo EI

Egito, Arábia Saudita, Jordânia, Catar e Líbano mostraram sua rejeição ao ocorrido e suas condolências ao povo francês

Cairo – Vários países árabes condenaram nesta sexta-feira o atentado ocorrido na noite desta quinta-feira em Paris, no qual morreu um policial e dois ficaram feridos e cuja autoria foi reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Egito, Arábia Saudita, Jordânia, Catar e Líbano mostraram sua rejeição ao ocorrido e suas condolências ao povo francês e seu Governo.

O ministério de Assuntos Exteriores egípcio pediu que se “enfrente com determinação todos os grupos terroristas”, enquanto a Jordânia convocou a comunidade internacional a se coordenar e cooperar para pôr fim a estes “atos terroristas”.

A instituição egípcia de Al Azhar, a principal referência do Islã sunita, também mostrou sua rejeição e destacou que “estes atos terroristas contradizem os princípios religiosos e morais do Islã” e das demais religiões.

A instituição islâmica insistiu na necessidade de planejar uma estratégia global para pôr fim ao “terrorismo”. EFE