Opep mantém teto de produção e secretário-geral

"Trinta milhões de barris por dia é a produção total aprovada pela Opep para 2014", indicou o ministro do Petróleo iraniano, Bijan Namdar Zanganeh

Viena – A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) decidiu nesta quarta-feira, em Viena, manter o teto de produção em 30 milhões de barris por dia, e seu secretário-geral, Abdullah El-Badri, segundo os ministros dos países membros do cartel.

“Trinta milhões de barris por dia é a produção total aprovada pela Opep para 2014”, indicou o ministro do Petróleo iraniano, Bijan Namdar Zanganeh, ao final da reunião.

Este status quo já era esperado. Muitos ministros fizeram declarações nesse sentido antes da reunião. A produção é definida a este nível desde dezembro de 2011.

Além disso, o ministro argelino Youcef Yousfi afirmou que o grupo decidiu estender o mandato do líbio Abdullah El-Badri por mais um ano.

Há um ano, os ministros da Opep também decidiram prorrogar o mandato de El-Badri, na falta de um consenso entre a Arábia Saudita, Irã e Iraque, cada um defendendo um candidato.

A Líbia ocupa esse cargo desde 1º de janeiro de 2007.

O secretário-geral da Opep tem uma função representativa, mas também é responsável pela preparação das reuniões e promoção da reconciliação entre os pontos de vista, muitas vezes divergentes dos Estados-membros.