ONU pede que trégua em Gaza seja ampliada

Cessar-fogo de 72 horas entre Israel e as facções palestinas deve continuar, disse coordenador de Operações Humanitárias da ONU na Faixa de Gaza

A ONU pediu nesta quinta-feira a extensão da trégua entre Israel e o Hamas para que os palestinos de Gaza possam receber ajuda humanitária, algumas horas antes do fim do cessar-fogo de 72 horas em vigor desde terça-feira.

“O cessar-fogo de 72 horas entre Israel e as facções palestinas, que entrou em vigor no dia 5 de agosto, deve continuar”, disse em um comunicado o coordenador de Operações Humanitárias da ONU na Faixa de Gaza, James Rawley.

“Devemos aumentar rapidamente a magnitude de nossa intervenção (humanitária) para atender às necessidades da população de Gaza, agora e a longo prazo. Mas, para isso, precisamos uma trégua duradoura”, ressaltou.

A trégua de 72 horas que pôs fim a quase um mês de conflito entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza, onde 1.886 palestinos morreram, expira na sexta-feira às 05h00 GMT (02h00 de Brasília).

A tensão aumentava nesta quinta à noite, devido a temores de que as hostilidades sejam retomadas.

Cerca de 520.000 palestinos que tinham fugido de casa voltaram para seus lares.

No entanto, mais de 65.000 pessoas permanecem deslocadas, de acordo com o comunicado da ONU.

Durante os últimos dois dias, equipes humanitárias distribuíram alimentos para “centenas de milhares de pessoas”, ressaltou Rawley.

Além disso, estão sendo realizadas obras para reparar a rede de água e esgoto, acrescentou.