ONU irá supervisionar evacuações de Aleppo

A equipe humanitária da ONU que já se encontra no país vigiará o processo para garantir a proteção das pessoas e evitar possíveis abusos

Nações Unidas – O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) acertou nesta segunda-feira que observadores das Nações Unidas vão acompanhar a evacuação de civis e combatentes opositores da cidade síria de Aleppo.

Por unanimidade, os 15 países-membros aprovaram uma resolução de compromisso negociada ontem, depois que a Rússia ameaçou vetar o texto original elaborado pela França.

Segundo o documento adotado hoje, a equipe humanitária da ONU que já se encontra no país se encarregará de vigiar o processo de evacuação do leste de Aleppo para garantir a proteção dessas pessoas e evitar possíveis abusos.

A resolução, a 2328, determina a importância de “garantir a passagem voluntária, segura e digna de todos os civis dos distritos orientais de Aleppo ou outras zonas ao destino que escolherem, sob a supervisão e a coordenação das Nações Unidas e outras instituições pertinentes”.

Para isso, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, deverá adotar “medidas urgentes” para iniciar a supervisão das evacuações, “em consulta com as partes interessadas”. Essa consulta com as partes era fundamental para a Rússia, que defendia que qualquer iniciativa neste âmbito precisa ser coordenada com o regime sírio.

O embaixador francês perante a ONU, François Delattre, garantiu hoje que a resolução dá base “para evitar novas atrocidades maciças no leste de Aleppo”. Segundo Delattre, a ONU está preparada para começar a aplicar a resolução sem atraso. EFE