ONU condena ataque de Barcelona e se solidariza com a Espanha

Guterres transferiu suas "sentidas condolências às famílias e amigos dos falecidos e ao governo e ao povo da Espanha", segundo comunicado

Nações Unidas – O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou nesta quinta-feira o ataque terrorista de Barcelona e expressou sua solidariedade à Espanha e à sua luta contra o terrorismo.

Guterres transferiu suas “sentidas condolências às famílias e amigos dos falecidos e ao governo e ao povo da Espanha”, segundo indicou em um breve comunicado seu porta-voz Farhan Haq.

O diplomata português desejou uma “rápida recuperação aos feridos” e disse confiar que “os responsáveis desta atroz violência serão levados rapidamente perante a Justiça”.

“As Nações Unidas se solidarizam com o governo da Espanha na sua luta contra o terrorismo e o extremismo violento”, acrescentou o comunicado.

As representações de numerosos países na ONU também condenaram o ataque de Barcelona e manifestaram seu apoio à Espanha, entre elas a dos Estados Unidos.

“Enviamos os nossos pensamentos e orações para apoiar os afetados pelo atentado terrorista de hoje. Estamos com a Espanha agora e sempre na nossa luta contra o terror”, declarou em sua conta no Twitter a embaixadora americana, Nikki Haley.

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do atentado cometido hoje em Barcelona, que deixou 13 mortos e mais de 80 feridos, 15 deles em estado muito grave.

O ataque terrorista aconteceu no início da tarde quando uma van atropelou dezenas de pedestres em uma área turística da cidade, segundo as autoridades regionais da Catalunha.