ONU: 20 mil pessoas recebem alimentos no leste de Aleppo

O comunicado divulgado pela agência internacional explica que as reservas de alimentos mobilizadas respondem as necessidades de até 150 mil pessoas

Beirute – O Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU informou nesta segunda-feira que mais de 20 mil pessoas deslocadas pelo conflito no leste da cidade de Aleppo, na Síria, estão recebendo “comida quente e pão fresco” diariamente.

O comunicado divulgado pela agência internacional explica que as reservas de alimentos mobilizadas respondem as necessidades de até 150 mil pessoas.

Nas demais regiões de Aleppo e outras cidades dos arredores, 14 mil deslocados e pessoas que já conseguiram voltar para casa, receberam porções familiares de comida e pacores com alimentos prontos.

“Durante meses, o mundo observou como a crueldade da guerra desceu sobre o povo de Aleppo. Todos os sírios, independentemente de onde estejam, merecem, pelo menos, alimentos, refúgio e segurança perante o conflito permanente”, disse o diretor-executivo do PMA, Ertharin Cousin.

O comunicado divulgado pela agência lembra que muitas das pessoas que receberam assistência estão em situação desesperada, pois perderam familiares, amigos, além das casas em que viviam.

Desde 15 de novembro, dezenas de milhares de pessoas deixaram o leste de Aleppo e partiram para o oeste e o bairro de Al Sheikh Maqsud, no norte, que é dominado pelas Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada curdo-árabe.

Hoje foi retomada a evacuação das pessoas que ficaram no último reduto rebelde na cidade, os bairros de Al Ansari, Al Salehedin, Al Mashhad e Al Zabdie.