OMS envia um milhão de vacinas contra o cólera ao Haiti

A campanha tem como meta evitar novos surtos antes do pico de transmissão de cólera no país caribenho

Genebra – A Organização Mundial da Saúde (OMS) está enviando um milhão de doses de vacina contra o cólera ao Haiti, onde mais de 200 casos da doença mortal foram relatados desde a passagem do furacão Matthew.

A campanha tem como meta evitar novos surtos antes do pico de transmissão de cólera no país caribenho, que acontece entre novembro e janeiro, durante a estação chuvosa.

“Claramente, a prioridade máxima para as pessoas afetadas pelo furacão é lhes dar acesso à água limpa. É a única maneira de controlarmos o cólera”, disse Dominique Legros, especialista em cólera da OMS, em um informe à imprensa nesta terça-feira antes de viajar para Porto Príncipe.

As pessoas já infectadas pela doença precisam de tratamento, mas um quarto dos centros de saúde do sul do Haiti, muito afetado pelo Matthew, foram destruídos ou ficaram seriamente danificados, disse Legros. O poderoso furacão atingiu o Haiti na semana passada, matando ao menos mil pessoas, de acordo com os números fornecidos por autoridades locais.

O cólera provoca diarreia forte e pode matar dentro de horas se não for tratado. A doença se dissemina através da água contaminada e tem um período de incubação curto, o que leva a surtos rápidos.