OMS alerta para controle do vírus Zika na Tailândia

“A infecção por zika é uma ameaça séria à saúde e ao bem-estar de uma mulher grávida e de seu bebê" disse o diretor da OMS no sudeste asiático

A Organização Mundial da Saúde (<a href="http://www.exame.com.br/topicos/oms"><strong>OMS</strong></a>) pediu hoje (30) que países localizados no sudeste asiático reforcem medidas de controle, prevenção e resposta ao vírus <a href="http://www.exame.com.br/topicos/zika-virus"><strong>zika</strong></a>. O alerta foi feito depois da <a href="http://www.exame.com.br/topicos/tailandia"><strong>Tailândia</strong></a> confirmar dois casos de microcefalia associados à infecção.</p>

“A infecção por zika é uma ameaça séria à saúde e ao bem-estar de uma mulher grávida e de seu bebê. Países da região devem continuar a fortalecer medidas de prevenção, detecção e resposta à transmissão do vírus”, disse o diretor da OMS no sudeste asiático, Poonam Khetrapal Singh.

A presença do vírus no sudeste da Ásia vem sendo documentada pela organização ao longo dos últimos anos em localidades como Tailândia, Indonésia, Maldivas e Bangladesh.

“A OMS pede ainda que mulheres grávidas, assim como o restante da população, tomem precauções para limitar o contato com mosquitos, incluindo o uso de roupas longas e de cores claras, repelentes, mosquiteiros e telas em janelas e portas sempre que possível”, destacou o diretor da entidade.