Oh, boy…ninguém quer cantar para Trump, só ela — e sob condição

Muitas celebridades rejeitaram convite de participar da cerimônia de posse presidencial, com exceção de uma. Falta saber se Trump vai topar

São Paulo – No próximo dia 20, Donald Trump estará no centro do evento mais extravagante realizado pela Casa Branca, a cerimônia da posse presidencial, conhecida como “o Dia de Inauguração”, onde tradicionalmente um grande show é realizado para homenagear o novo presidente.

Porém, dessa vez, os organizadores estão tendo dificuldades de encontrar uma celebridade que tope participar das festividades. Entre os artistas que declinaram o convite estão a cantora Celine Dion, o músico Elton John, o cantor de country Garth Brooks e a estrela da ópera Andrea Bocelli.

Segundo o site The Wrap, o tenor italiano, a princípio, até tinha aceitado o convite, mas voltou atrás após protestos dos fãs. Até o momento, apenas uma popstar teria aceitado fazer o show, de acordo com a CNN, mas com uma condição.

A cantora pop britânica Rebecca Ferguson disse que só aceitaria o convite se ela pudesse interpretar a canção “Strange Fruit”, uma música que protesta contra o racismo na América dos anos 30, eternizada por Billie Holiday.

De arrepiar a alma, a canção fala sobre “frutos estranhos” que surgiam nas árvores do país naquela época, sendo tais frutos na verdade pessoas negras que eram mortas e penduradas nos galhos.

Em um tuíte publicado na terça-feira (02), Fergunson conta que foi convidada pela equipe de Trump e que esta era sua resposta:

“Se você me permitir cantar ‘Estranha Fruta’ uma canção que tem enorme importância histórica, uma música que foi colocada na lista negra nos Estados Unidos por ser muito controversa. Uma canção que fala a todos os povos negros negligenciados e abatidos nos Estados Unidos. Uma canção que é um lembrete de como o amor é a única coisa que vai vencer todo o ódio neste mundo, então eu vou graciosamente aceitar o seu convite e vê-lo em Washington.”

Confirmados mas descontentes

A poucos dias da cerimônia de posse, estão confirmadas para o evento três apresentações: das Rockettes, as famosas dançarinas do Radio City Music Hall, em Nova York; os coristas do grupo Mormon Tabernacle Choir e a estrela de 16 anos do programa “America’s Got Talent”, Jackie Evancho.

Mas, mesmo entre os confirmados,  há descontentes. Uma das dançarinas das Rockettes escreveu no Instagram que estava “envergonhada e decepcionada” com a apresentação, o que provocou uma onda de pedidos de boicote por alguns usuários em redes sociais.

Dançarinas do grupo Rockettes

(Wikimedia Commons)

Igualmente inconformada, uma corista do grupo Mormon Tabernacle chegou a pedir demissão do grupo em protesto. Jan Chamberlin escreveu em seu Facebook que “parece que o coral está endossando tirania e fascismo cantando para este homem”, relata o Daily News. “Só sei que nunca poderia jogar rosas para Hitler”, escreveu ela, dizendo que certamente nunca poderia cantar para Trump.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. A polêmica está criada, certeza que todos estarão esperando a interpretação da música pela Rebecca, lembro que saiu do concurso de Xfactor de UK essa cantora

  2. Varias gerações de angolanos, foram salvas
    de pestes, epidemias, doenças incuráveis, doenças espirituais e emocionais,
    por meio desta arte milenar de sanar. http://Www.Streetdirectory.com/email.php?type=b&link=http%3A//templodequimbanda.com.br&popup=1

  3. Capão Rotundo é lar de um poderoso Tremere lich, Andreals – Ocaso: Fantasmas
    de Andreals – ele uma série de fantasmas em seu serviço através da
    criação de âncoras. http://scholar.google.ca/scholar_url?hl=en&q=http%3a%2f%2fwww.templodequimbanda.com.br%2Ftrabalhos-na-quimbanda-me-deixarao-rico%2F&sa=x&scisig=aagbfm1y06qsrpk2kq8vruchxmbq3dawaw&oi=scholaralrt

  4. Junior Oliveira

    Quanto gente ressentida