Obama viaja a Charleston para homenagear vítimas de atentado

Presidente dos EUA e seu vice viajarão nesta sexta à cidade na Carolina do Sul

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e seu vice, Joe Biden, viajarão nesta sexta-feira a Charleston, na Carolina do Sul, para prestar homenagem às vítimas do ataque a tiros na semana passada contra uma histórica igreja frequentada por negros na cidade.

Porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest anunciou nesta segunda-feira que o presidente participará da missa de réquiem do pastor Clementa Pinckney, onde Obama deve fazer um elogio fúnebre às vítimas.

Pinckney e outras oito pessoas foram mortas na quarta-feira, durante um ataque à Igreja Metodista Episcopal Africana Emanuel, uma das mais antigas igrejas negras nos Estados Unidos. O religioso também integrou o Senado estadual da Carolina do Sul.

Apontado como autor do ataque, Dylann Roof supostamente escreveu um manifesto online no qual falava sobre seu ódio aos negros norte-americanos e vinculava o ataque à questão racial.

Roof, de 21 anos, também foi fotografado com a bandeira dos Confederados, bem como com símbolos nacionais do Estado não reconhecido africano da Rodésia. Ele é acusado pelos nove homicídios, entre outros delitos.

Em uma entrevista nesta semana, Obama disse que o progresso racial tem sido inegável nos últimos 50 anos, mas notou que “as sociedades não apagam completamente do dia para a noite tudo que aconteceu nos 200 ou 300 anos anteriores”.