Obama anuncia retirada de 33 mil soldados até setembro de 2012

Os 33 mil soldados representam o reforço encaminhado no ano passado ao Afeganistão para melhorar a segurança no país

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anuncia nesta quarta-feira em seu discurso à nação a retirada de 33 mil soldados do Afeganistão para setembro de 2012, informaram altos funcionários.

Segundo as fontes, os primeiros 10 mil soldados deixarão o país asiático ao longo deste ano e os 23 mil restantes antes de setembro do próximo ano.

Os 33 mil soldados representam o reforço encaminhado no ano passado ao Afeganistão para melhorar a segurança no país, deter o impulso talibã e contribuir para formar às forças afegãs.

Atualmente, cerca de 100 mil soldados americanos se encontram no Afeganistão, que segundo o aprovado pela Otan em novembro do ano passado em sua cúpula em Lisboa concluirão sua retirada em 2014.

Obama ligou nesta quarta-feira a vários líderes internacionais, entre eles o próprio presidente afegão, Hamid Karzai; o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen; o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron; o presidente francês, Nicolas Sarkozy, e a chanceler alemã, Angela Merkel.

Também informou de sua decisão ao presidente paquistanês, Asif Ali Zardari.

Obama tomou sua decisão após determinar que tinham alcançado sucessos significativos nas metas que tinham traçado no Afeganistão: frear o avanço dos talibãs, derrotar a Al Qaeda e que as forças afegãs estivessem em condições de tomar as rédeas da segurança do país.