Número dois do ELN no noroeste da Colômbia é detida pela polícia

"Xiomara" foi detida no terminal de transportes de Medellín, capital departamental de Antioquia (noroeste), e é acusada do crime de rebelião

Bogotá – A polícia colombiana deteve a número dois da “Frente José Antonio Galán” da guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN), identificada como “Xiomara”, que opera no noroeste do país, informou nesta quinta-feira essa instituição.

“Xiomara” foi detida no terminal de transportes de Medellín, capital departamental de Antioquia (noroeste), e é acusada do crime de rebelião, indicou o Ministério da Defesa em Twitter.

Segundo as autoridades, a detida extorquia mineiros, fazendeiros e comerciantes em Antioquia.

A “Frente José Antonio Galán” opera entre o noroeste de Antioquia e o sul de Bolívar (norte).

O governo da Colômbia e o ELN, a segunda guerrilha do país depois das Farc, tinham estipulado instalar em 27 de outubro em Quito uma mesa de diálogos de paz.

No entanto, o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, adiou a viagem ao Equador da equipe negociadora à espera da libertação do ex-congressista Odín Sánchez Montes de Ganso, sequestrado por essa guerrilha há sete meses no Chocó (noroeste).

Os diálogos de paz com este grupo serão retomados a partir de 10 de janeiro, segundo anunciou o governo.