Número de mortos por tufão nas Filipinas passa de 100

De acordo com o comandante militar Roy Deveraturda, vice-diretor geral da Autoridade de Aviação Civil do país, o número de fatalidades deve aumentar

A equipe de resgate na região central das Filipinas contou pelo menos 100 mortos e centenas de feridos neste sábado, um dia após a passagem de Haiyan, um dos mais fortes tufões já registrados no local.

Sem comunicação e com as estradas ainda interditadas, o capitão John Andrews, vice-diretor geral da Autoridade de Aviação Civil do país, disse que recebeu da sua equipe “informações confiáveis” por rádio de que mais de 100 corpos estavam nas ruas da cidade de Taclobam, na ilha de Leyte – a mais atingida entre as seis ilhas que enfrentaram o tufão.

O comandante militar Roy Deveraturda disse que o número de fatalidades “provavelmente vai aumentar” após ter visualizado fotos aéreas da devastação provocada pelo tufão, que agora se dirige para o Vietnã. Fonte: Associated Press.