Novo vídeo da Al-Qaeda chama à jihad individual

Entre os vários oradores estão Ayman Al Zawahiri, que durante muito tempo foi o número dois de Bin Laden na Al-Qaeda, e Adam Gadahn, nascido nos Estados Unidos

Abotttabbad – A rede Al-Qaeda divulgou um vídeo de 100 minutos em duas partes aparentemente produzido após a morte de Osama bin Laden chamando a ações individuais da jihad contra “solo inimigo”, disse nesta sexta-feira um serviço americano de monitoramento de sites islâmicos.

Entre os vários oradores estão Ayman Al Zawahiri, que durante muito tempo foi o número dois de Bin Laden na Al-Qaeda, e Adam Gadahn, nascido nos Estados Unidos, que diz que os muçulmanos que vivem no Ocidente estão “perfeitamente situados para ter um papel importante e decisivo na jihad contra os sionistas e os cruzados”.

Os muçulmanos que vivem nos Estados Unidos podem comprar armas facilmente sem nenhuma identificação e sem ter que se submeter a uma comprovação de antecedentes criminais, diz Gadahn, que se expressa em inglês, segundo a transcrição do primeiro dos dois vídeos divulgada pela empresa SITE Monitoring Service.

“É importante enfraquecermos a vontade de combater de nossos covardes inimigos, apontando para influentes figuras públicas no governo, na indústria e nos meios cruzados e sionistas”, disse Gadahn.

O vídeo foi produzido pelo braço midiático da Al-Qaeda, As Sahab, e se intitula “só é responsável por você mesmo”. Foi publicado nos fóruns da web na quinta-feira, e começa com velhas imagens de Bin Laden sentado junto a Al-Zawahiri e fazendo um discurso que critica a ocupação ocidental de terras muçulmanas.

O líder da Al-Qaeda foi morto em 2 de maio por comandos americanos que tomaram de assalto sua casa em Abbottabad, Paquistão.